Como o pai fez logo 08
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Como o pai fez logo 08
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Porquê o crescimento é importante – uma ferramenta para melhorar o mundo

nordeste

“A vida é mudança. O crescimento é opcional. Escolha sabiamente”. Karen Kaiser Clark usa estas palavras para inspirar as pessoas. Elas são aplicáveis tanto para indivíduos como para empresas.

Algumas histórias

Há um tempo atrás estava a trabalhar numa empresa que vendia seguros e planos de saúde, quando um colega me ofereceu o azulejo na imagem acima no meu aniversário. Ele disse que era para reconhecer o meu compromisso com o crescimento da empresa. Esse crescimento abriu espaço para a sua promoção e para a contratação de várias pessoas.

Ainda há mais tempo estava a trabalhar numa empresa de consultoria e uma consultora recém-contratada perguntou-me porque eu estava obcecado com o crescimento. Eu disse-lhe que era por causa dela. Ela pareceu surpreendida e eu expliquei-lhe que, se a empresa não crescer, ela não será promovida no fim do ano.


Recentemente, estava a discutir várias iniciativas para impulsionar o crescimento num dos meus clientes, mas um sócio disse que crescer aumentaria o risco para a firma porque exigiria contratar mais pessoas e a firma já tinha dificuldade em ganhar negócio suficiente para pagar salários. Eu disse-lhe para considerar alguns dos benefícios, tais como mais rentabilidade devido à diluição de custos gerais, maior capacidade para ganhar mais negócios devido à promoção de novos sócios e mais clientes que ficariam satisfeitos com o excelente serviço da firma. Ele manteve o olhar céptico, mas não contestou e mais tarde envolveu-se na discussão.

Porque o crescimento é importante?

Há várias razões para uma empresa crescer:

  • Dar trabalho a mais pessoas: o trabalho é uma parte essencial da dignidade de uma pessoa, quanto mais pessoas se emprega mais se beneficia o mundo, porque as pessoas ficam capacitadas para desenvolver as suas famílias e contribuir para a comunidade.

  • Capacitar as suas pessoas a ser promovidas: a experiência e a formação são formas naturais das pessoas crescerem, mas não pode promover as pessoas e dar-lhes mais responsabilidade sem que a sua empresa cresça e abra espaço para promoções.

  • Capacitar as suas pessoas a ganhar mais: não pode pagar mais às pessoas a não ser que a sua empresa cresça. Há uma correlação forte entre salário e felicidade e todos sabemos que pessoas felizes geram clientes satisfeitos, que por sua vez contribuem para o crescimento num círculo virtuoso perpétuo.

  • Dar felicidade às suas pessoas: além de salários mais elevados, o crescimento promove um clima positivo, que é essencial para a felicidade e para evitar zombies na empresa.

  • Gerar valor para clientes, parceiros e fornecedores: o crescimento de uma empresa tende a promover o crescimento de todas as organizações com que interage.

  • Dar retorno aos accionistas: o crescimento recompensa os accionistas pelo risco que correram quando investiram na empresa, capacitando-os a reinvestir na empresa ou a investir novamente noutros negócios.

  • Inovar: o crescimento capacita as empresas a investir em investigação e desenvolvimento, por vezes em parceria com universidades que podem disseminar boas práticas na sua actividade lectiva.

  • Gerar valor para a sociedade: o crescimento só pode ocorrer se uma empresa entregar valor consistentemente para todas as partes interessadas.

  • Contribuir para iniciativas altruístas: as iniciativas de responsabilidade social corporativa são importantes para a reputação de uma empresa e para o seu propósito, mas é impossível desenvolvê-las sem crescimento.

  • Contribuir para o bem comum: o crescimento tende a gerar mais receitas fiscais cobradas pelos governos. Alguns exemplos são impostos sobre o trabalho, sobre o lucro e sobre o valor acrescentado, mas existem centenas de outros impostos e muitos mais serão inventados. Esses impostos tendem a ser usados pelos governos para o bem comum.

Conclusão

As razões mencionadas acima são meros exemplos da importância de crescer, mas são suficientes para qualquer pessoa compreender que o crescimento é uma obrigação moral.

O crescimento é uma grande vocação para as pessoas em cargos de gestão e para as equipas de marketing e vendas, que são directamente responsáveis por gerar receita, mas também para todas as outras áreas que contribuem para o sucesso da empresa, seja investigação e desenvolvimento, serviço ao cliente, operações ou funções de suporte.

A vida é mudança. O crescimento é opcional. Escolha sabiamente.

 

Filipe Simões de Almeida

Managing Partner, FI Consulting

Publicado em 26-Jul-2021